Saiba mais sobre a obesidade infantil

 A obesidade infantil é hoje uma epidemia crescente nos países desenvolvidos e em desenvolvimento. Ela contribui para que doenças crônicas não transmissíveis como hipertensão, dislipidemias e diabetes, surjam em adolescentes e crianças cada vez mais jovens. Em primeiro lugar é imprescindível que se ressalte a importância da prevenção, a famosa frase “prevenir é melhor do que remediar” aplica-se perfeitamente à obesidade infantil ou adulta.

Um desafio ainda maior do que a falta de informações adequadas para os pais é a falta de tempo e de disponibilidade para alterar os seus próprios padrões alimentares. O stress e a correria do dia a dia têm contribuído para que um número cada vez maior de pais enfrentem problemas de alimentação com os seus filhos.

Para se ter um crescimento saudável é necessária a ingestão de alguns nutrientes essenciais como: zinco, cálcio, magnésio, vitamina D, proteínas e energia. O consumo excessivo de sal e de energia podem, no entanto, contribuir para a obesidade e dificultar o crescimento.

Algumas dicas básicas

1. ofereça uma variedade de alimentos saudáveis e permita que elas escolham o que e quanto irão comer.

2. ensine-as a respeitar a própria fome. Seres humanos devem comer quando sentem fome e não apenas por hábito, por exemplo comer biscoitos enquanto assiste TV.
3. evite restaurantes tipo rodízio.

4. não obrigue as crianças a comer tudo o que tem no prato: as crianças devem comer até sentirem-se satisfeitas e não completamente “cheias”.

5. ninguém deve sair de casa sem café da manhã!

6. facilite o acesso a vegetais picados, frutas, biscoitos integrais.

7. não tenha biscoitos recheados, quitandas e bolo em casa durante a semana. Nenhuma criança comerá fruta se houverem guloseimas disponíveis pela casa.

8. se comer batatinhas ou onion rings faz parte do programa, comprem apenas 1 porção para toda a família.

9. refrigerantes e sucos devem ser consumidos em copos pequenos, água em copos grandes.

10. mostre a seus filhos que você também consome pequenas porções.

11. diminua o tempo de seus filhos em frente a TV, computado e vídeo games.

12. planeje atividades a serem realizadas por você com o seu filho após a escola: passeio de bicicleta, jogar frescobol, entrar na piscina… vocês devem descobrir juntos a melhor opção.

13. TV e refeição não há pior combinação!

14. planeje suas férias com alto gasto de energia!

15. lembre-se refeições e exercícios são excelentes momentos para se compartilhar afeto e desenvolver a intimidade entre os familiares. Aproveitem estes momentos!

Abraços sinceros,
Arícia Motta Arantes Lustosa
Nutricionista CRN1 1408

Tags: No tags

Leave a Comment