making_salad_hi.jpg

Como combater as “alcinhas do amor”?

Era o primeiro semestre de 2001 quando um professor do curso de pós graduação que eu estava cursando me apresentou o termo “alcinhas do amor”. Referindo-se ao infeliz pneuzinho que tanto nos incomoda, ele utilizou o termo carinhoso para nos divertir enquanto explicava as melhores estratégias, em termos de exercícios físicos,
para combatê-las. O fato é que desde então continuo na busca técnica de estratégias para ajudar tanto os meus clientes quanto a mim mesma neste fim.

Eis algumas dicas nutricionais que podem contribuir para a redução da gordura acumulada em nosso organismo, não apenas nas “alcinhas do amor”, mas em todo o corpo:

  • Assegure uma ingestão de líquidos adequada: mantenha de 8-12 copos por dia.
  • Seja perseverante em boas escolhas alimentares. Fazer dieta por 3 dias e no quarto dia comer um brownie não vale!
  • Escolha alimentos com menores índices glicêmicos para comer antes de dormir.
  • Escolha alimentos com menores teores de gorduras, especialmente as saturadas para comer em qualquer momento do dia.
  • Prefira alimentos preparados em casa e que sejam preparados com quantidades moderadas de sal e óleo ou azeite.
  • Mantenha intervalos regulares entre as refeições.
  • Saia sempre de casa prevenido: leve as suas próximas refeições ou assegure-se de que terá os alimentos adequados no lugar em que estará pelas próximas horas.
  • Se você decidir comer algum alimento calórico que você o faça num ambiente prazeroso.
  • As nossas frustrações e ansiedades não devem ser compensadas com alimentos. Se você se sente atraído por algum alimento que reconhece não ser o ideal para você naquele momento, reflita antes de comê-lo.
  • Lembre-se sempre que é melhor seguir dicas que te mantenham magro nos próximos 30 anos do que aquelas que te farão emagrecer apenas pelos próximos 30 dias!

 Post by: Arícia Motta

Tags: No tags

Leave a Comment